terça-feira, julho 25, 2006

Post atrasado

Paul Gorka, I Love Meat


Sexta-feira à noite, num mercado de carne da Margem Sul... Há peças para todos(?) os gostos - alcatra, perna, cachaço, acém - de vaca e de porco (perdoem-me a mistura os puristas do talho). Não querendo ferir a susceptibilidade feminina, também há carne de porca, claro! Chega o/a cliente, tira a senha (sim, porque no mercado há sempre fila) e escolhe (tarefa difícil perante a oferta abundante).

Seria caso, eventualmente, para reflectir sobre as consequências nefastas do desequilíbrio entre procura e oferta na economia.
Agora não.

Quer o/a cliente saber se a carne é tenra, que isso de roer sola de sapato…
“– Ó senhor, veja lá se me dá tenra!”
Ainda assim, correm(os) o risco de uma intoxicação alimentar. Eu, tal é o enjoo, saio de lá e não me apetece comer nada!

A propósito… sempre me fez confusão a forma como os homens escolhem, no supermercado, as sapateiras, comprimindo e apalpando-lhes o “miolo”. Mas isso já era Peixaria e sexta-feira à noite o que importa é a carne.

Sem comentários: