segunda-feira, janeiro 29, 2007

Interrupção Voluntária da Gravidez

Sou contra o aborto, como acho que é qualquer pessoa sensata. Sou a favor da despenalização do aborto, como acho que deveria ser qualquer pessoa sensata. Sou contra o aborto porque, independentemente do que considerarmos ser um feto, um feto é sempre uma vida em potência. Sou a favor da despenalização do aborto sobretudo porque, sendo uma questão tão delicada e íntima, a lei actual não permite que as pessoas tomem decisões por si, individualmente: o voto no SIM neste referendo não impõe a minha vontade às outras pessoas, o voto no NÃO impõe-me a vontade das outras pessoas.

Sem comentários: